Santa Rita do Sapucaí, MG, Brasil +55 (35) 3471-4747

ATIVA Soluções recebe aporte da KTPL e WAYRA

A gestora KPTL, por meio do Fundo Criatec 3, anuncia sua mais nova investida em um coinvestimento com a Wayra, hub de inovação aberta da Vivo no Brasil e da Telefônica no mundo.  É Ativa Soluções, empresa mineira especializada em fornecer soluções de conectividade em tempo real, que desde 2004 tem a tecnologia IoT como força motriz. Dedica-se a pesquisar e desenvolver equipamentos para Internet das Coisas (IoT - Internet of Things), e Machine-To-Machine (M2M). A meta é monitorar e gerir a infraestrutura instalada em empresas remotamente.

Atualmente, a ATIVA Soluções tem 62 funcionários e mais de 1 milhão de equipamentos em atividade por todo o Brasil e até mesmo em países como Estados Unidos, México e Chile. Seus sistemas estão segmentados em verticais como: Saneamento, Energia Elétrica, Óleo e Gás, Telecomunicações, Transportes, Meio Ambiente, Agronegócio, Educação e Saúde. Entre os principais clientes estão empresas líderes em seus segmentos, como a Vivo que lançou recentemente o Vivo Clima Inteligente, BRK Ambiental, NEOENERGIA, Hyundai Rotem Brasil, CAF e CPFL.

Para o fundador e CEO da ATIVA Soluções, Edson José Rennó Ribeiro, a diversificação só foi possível graças a uma trajetória sólida. “Nosso negócio é gerenciamento remoto e evoluindo tecnologicamente nas suas versões e segmentos. Conseguimos verticalizar nossas soluções para atender várias áreas, ampliando a possibilidade de mercados e clientes. Do setor de telecomunicações passamos a atuar em empresas de gás, saneamento, transporte, energia elétrica e no agronegócio”, explica Ribeiro.  Segundo ele, o objetivo com o aporte é aperfeiçoar políticas internas de governança e aumentar a musculatura da companhia nessas verticais.

Renato Ramalho, CEO da KPTL, conta que a gestora tem 10 empresas investidas com soluções em Internet das Coisas, mas já passaram pela casa cerca de 15 nessa categoria de produto, em diversos setores, como agro, energia e telecomunicações. "A KPTL tem um portfólio muito relevante em IoT. A ATIVA tem um histórico que faz sentido para a KPTL e muito do que a gente gosta, uma propriedade intelectual consistente que se debruça sobre várias verticais relevantes. É um ótimo case de IoT olhando para verticais importantes da economia brasileira", equaciona Ramalho.

“Acreditamos na ATIVA Soluções desde quando a empresa foi selecionada no programa Agro IoT Lab, que rodamos em parceria com a Vivo, Ericsson, Raízen, Pulse e ESALQTec, em Piracicaba. A Wayra como hub de inovação aberta da Vivo junto ao ecossistema de startups, viu forte sinergia e complementariedade entre as empresas para oferecer novas soluções B2B em diversos segmentos como Telecomunicações, Gás, Energia, Agro e Indústria 4.0 dentre outros, utilizando tecnologias de IoT, telemetria e M2M (Machine-to-Machine). O investimento na Ativa reforça esta parceria, pois acreditamos no seu alto potencial de negócios e escalabilidade”, conta Livia Brando, Country Manager da Wayra Brasil.

 

 

  • Sobre a KPTL

A KPTL é uma gestora de Venture Capital com 50 empresas investidas, espalhadas pelos setores Financeiro, Agronegócio, Saúde, Energia, Ciências da Vida, Biológicas, entre outros. Sediada em São Paulo, a empresa tem 6 escritórios espalhados pelo Brasil.

  • Sobre a Wayra

A Wayra, hub de inovação aberta da Vivo no Brasil e da Telefônica no mundo, busca, investe e escala startups. O objetivo é conectar inovadores tecnológicos (empreendedores ou startups) com a Telefônica, investidores e parceiros para gerar oportunidades de negócios e inovação em conjunto. Criada em 2011, a Wayra opera em 10 países e já investiu mais de 45 milhões de euros. Atualmente, 500 startups fazem parte do portfólio de inovação aberta global da Telefónica e mais de 20% fazem negócios com a companhia. As áreas prioritárias são educação, saúde, finanças, IoT, inteligência artificial e big data.

  • Sobre o Fundo Criatec 3

O Fundo Criatec 3 foi criado pelo BNDES em 2016 e tem como gestora a KPTL (fundada a partir da fusão entre Inseed Investimentos e A5 Capital Partners). Com atuação nacional, o veículo já fez mais de 20 investimentos em startups de diversos setores como: Agronegócio, Energia, Mídia, Varejo e Tecnologia da Informação. Além do BNDES, conta com mais 10 cotistas: são bancos de desenvolvimento, agências de fomento estaduais, corporações e investidores privados de todo o país.

Carlos